Kit para a vida.

Pensar na tua saída mexeu comigo.

Mexeu com o desejo de te conseguir proteger para sempre, mexeu com a certeza do teu salto para o meu colo e com a vontade eterna de que a vida fosse sempre assim.

Remexeu nas coisas que julgo certas todos os dias, porque tu estás aqui, ao alcance de uma festa no cabelo e de um abraço, quando saltas da cama todas as manhãs e gritas com garra: “Toca a acordar, mamã!”

Pensar na tua saída fez-me pensar na minha chegada a um tempo que se fará diferente. Não menos importante e acredito que não menos feliz, apenas diferente. Porque a vida segue o seu caminho todos os dias, e é afinal assim que deve ser.

Pensar na tua saída, com a distância do tempo, trouxe-me o privilégio de elaborar aquilo que gostava que levasses na bagagem e isso, acredito, tornou-me um bocadinho mais próxima de ser melhor mãe.

Tenho em mim a certeza que a tua capacidade de te fazeres ao caminho, dependerá, em primeira instância, da minha capacidade de te ajudar a crescer, confiante, seguro e com o coração cheio de afeto e de mimo.

E por isso escrevo, para não esquecer, aquilo que gostava de aprendesses neste nosso trilhar conjunto. Agora, enquanto o mundo inteiro ainda cabe na forma como me olhas…

  • Ser empático. Acredito que a empatia é uma maneira de amar os outros, sendo através dela que conquistamos coisas tão poderosas como a compreensão, a proximidade afetiva e o não julgamento. Quando conseguimos pensar o mundo sobre a perspectiva do outro damos um salto gigante na sua direção, e o que daí advém em termos relacionais, é quase mágico. Por isso, sê empático meu amor;

  • Confiar. Em ti e naquilo que serás capaz de fazer. Nos outros e naquilo que serão capazes de significar para ti. Mesmo que a vida e as pessoas te tragam desilusões, não existe bem maior do que a fé nos outros e capacidade de acreditar que tudo passa e que as coisas podem melhorar, mesmo quando se façam muito difíceis. Diz sempre o que sentes e confia, meu amor;

  • Cuidar de ti. O teu corpo e a tua vida serão sempre o teu maior bem. Protege-te e procura ser fiel aos valores em que acredites, defendendo-te de todas as agressões que possam pôr em causa o teu bem estar. Se estivermos bem connosco, seremos sempre melhores para os outros. Por isso, cuida de ti meu amor;

  • Ter fome de mundo. Explora tudo, não tenhas medo do que ainda não conheces e presta atenção a todos os detalhes. O que nos rodeia é de uma beleza incrível e eu gostava que soubesses olhá-la e entendê-la como um privilégio. Ama a natureza, viaja pela Europa, acampa com uma tribo do deserto, vive num mosteiro no Tibete… Tudo o que te permita sentir outros lugares, respirar outras vivências, conhecer outras pessoas, vai transformar-te para sempre. Tu és as experiências que vivas, por isso, mata a fome meu amor.

Pudesse eu preparar-te um kit para a vida, como quem prepara a lancheira do primeiro dia de escola, seriam estes os mantimentos que lá encontrarias. E mesmo sabendo que não há desafio maior do que este, tranquiliza-me pensar que assim dou corpo à minha missão e que por fim, tu aprenderás, com quem sou, a ser tu próprio. Sempre.

Que caibam em ti todos os sonhos do mundo, porque vida é mesmo bela, meu amor.