Estamos todos juntos nisto.

Pois estamos.

Mas sempre que algo corre mal, limitamo-nos a tirar o dedinho do bolso e a apontá-lo, num gesto fácil e efémero, fazemos conversa de café e sentimo-nos os maiores do mundo, num suspiro de alívio, porque afinal, se mandássemos, nunca permitiríamos que as coisas acontecessem assim. E isto é fácil, leva-o o vento e tudo continua como era antes.

Se há quem precise de nós, porque ficou sem casa, sem família, sem vida… bora!

Se há uma campanha, como esta: Planta-me , que apela à responsabilização para com a floresta, através da plantação de uma árvore e do seu cuidado, bora!

Se existe informação que merece ser partilhada, para que, de uma forma positiva e construtiva, as coisas possam mudar, bora!

E sobretudo, se há em nossa casa, ao nosso lado, uma criança que traz em si todos os sonhos do mundo e que precisa que lhe mostremos, em nós, de que substância se faz a humanidade, bora muitas vezes! 

“A mão que embala o berço é a mão que embala o mundo”, e nós precisamos tanto de quem dele aprenda a cuidar…

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

avatar
wpDiscuz